Professor indígena recebe hoje na Câmara o Prêmio Coração Verde

13
0
Professor Cajetano Vera é efetivo da Rede Municipal de Ensino em Dourados. Foto: Divulgação

A Câmara de Dourados entrega nesta segunda-feira (27), o Prêmio Coração Verde, que anualmente homenageia pessoas físicas e jurídicas que tenham trabalhos voltados à prevenção do meio ambiente no município.

A edição deste ano vai homenagear o professor Cajetano Vera. Da etnia Guarani Nhandéva, ele é professor efetivo na Rede Municipal de Ensino e trabalha na Escola Municipal Indígena Tengatui Marangatu, na Aldeia Jaguapiru.

Cajetano Vera é autor e coordenador de projetos como o Nascente Viva, de recuperação de mata ciliar na beira do córrego Jaguapiru; Banco de Sementes Crioulas, que atende demandas dos produtores agroecológicos das aldeias Jaguapiru, Bororó e Panambizinho, além de assentamentos e outras aldeias no Estado; Viveiro de Plantas Nativas, implantado na Escola de Ensino Médio Intercultural Guateka, onde professores planejam como os alunos todas as atividades de plantio de árvores; Roça Escolar, de plantio consorciado na Escola Tengatui; e Horta Escolar implantado dentro da unidade escolar , também da Escola Tengatui Marangatu, em cujo espaço os professores planejam com os alunos todas as atividades da horta.

PRÊMIO

O Prêmio Coração Verde foi instituído pelo Legislativo douradense em 2002 e tem como objetivo homenagear pessoas que tenham se destacado na luta e defesa do meio ambiente, por meio de estudos, pesquisas, programas de incentivo de divulgação e conscientização nos meios de comunicação, conservação e melhora do aspecto urbanístico nas localidades onde residem ou trabalham e adequação de equipamentos de trabalho visando diminuir em todas as suas formas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here