Ishy indica a prefeitura tornar “Igrejinha de Pedra” patrimônio histórico e cultural

124
0

Para ele, é a valorização da memória, da identidade, pois revela a tradição e o saber de um povo

A “Igrejinha de Pedra” ou “Capelinha dos Mattos” virou atrativo para os douradenses, principalmente após grupos de ciclistas postarem fotos nas redes sociais como ponto obrigatório para visitas no município. O vereador Elias Ishy solicitou à prefeitura que coordene estudos de processo de patrimônio histórico e cultural do local. O documento foi encaminhado na sessão do dia nove de agosto.

A 20 quilômetros da cidade, na região da UFGD – Universidade Federal da Grande Dourados, segundo o jornal O Progresso, foi “construída em 1990, a estrutura representa o jesuítico espanhol, encontrado no sul do Brasil, precisamente na região das Missões, de onde vieram imigrantes da família Mattos nos idos de 1900. Ao lado existe o cemitério, construído bem antes, no início do século XX. Lá estão sepultados os pioneiros da família Mattos”.

Em uma postagem no grupo “Dourados, recantos e histórias”, Celso Carvalho do Amaral (In memorian) relata sobre o 4º Encontro Internacional da Família Mattos no dia 14 de novembro de 1999 com a missa inaugural da Igrejinha, com projeto arquitetônico de Lolita Azambuja. Nas redes, facilmente são encontradas imagens do pôr do sol, selfies e também serviu de ensaio fotográfico para casamentos.

“Pelo reconhecimento aos familiares que ali estão enterrados e a fim de preservar a história de quem fez parte da construção de nossa cidade e contribui atualmente, destacamos a importância do processo de patrimonialização do local”, afirma o vereador na documentação. Para ele, é a valorização da memória, da identidade, pois revela a tradição e o saber de um povo. “É necessário que a prefeitura tenha sensibilidade e agilidade também neste trabalho”, finaliza.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here