Diogo Castilho defende manutenção de UTIs Covid para suprir falta de vagas que já existia

39
0
Vereador destacou que município já tinha problemas com falta de leitos mesmo antes da pandemia de coronavírus FOTO: Valdenir Rodrigues

O vereador Diogo Castilho (DEM) defendeu a manutenção dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) que foram abertos no Hospital da Vida para suprir a demanda da Covid-19, para que possam ser remanejados no atendimento a pacientes com outros problemas de saúde que necessitem do suporte de alta complexidade.
O vereador, que é médico, conhece bem a rotina na unidade hospitalar e reforçou que o déficit de vagas já era um problema mesmo antes da pandemia de coronavírus, pois Dourados atende uma demanda de 34 municípios da região que somam quase 1 milhão de habitantes.
“A recomendação da OMS [Organização Mundial de Saúde] é para em média 30 UTIs a cada 100 mil habitantes. Dourados hoje está com mais de 200 mil habitantes. Precisamos manter até 60 UTIs para poder suprir a nossa cidade. Só que atendemos a demanda de saúde de toda a macrorregião. Então o número de UTIs que abrigamos é muito pequeno em relação a real necessidade. Nós conseguimos abrir esses leitos para pacientes Covid e não podemos perdê-los e deixar que se fechem, porque pode acontecer de vir outra onda. Mas, o principal motivo é que já tínhamos essa necessidade de ampliação dos leitos”, destacou Diogo durante sua fala em tribuna na 26ª Sessão Ordinária da Câmara Municipal.
O vereador destacou ainda que já houve um contato do secretário municipal de saúde, Waldno Lucena Junior, com a equipe responsável pela gestão do HV sobre essa manutenção e se isso seria viável, tendo o secretário recebido uma resposta favorável. O município chegou a ter 65 leitos ativos durante a pandemia dentro da rede do SUS (Sistema Único de Saúde) sendo 30 no HV, onde atualmente 10 estão ativos.
Um requerimento foi apresentado solicitando um estudo concreto para viabilidade da manutenção das UTIs na rede municipal de saúde.
“Trago como requerimento para que transformemos as UTIs Covid em completas e que permaneçam em funcionamento. Porque não tem como ficar com pacientes intubados no pronto socorro, com a área vermelha lotada, pacientes na UPA aguardando vaga. Acredito que nesse momento é hora de reformular. Hora de reestruturar a saúde pública douradense. Esses leitos são fundamentais para a nossa região, vão dar suporte para a população e acabar com essa grande fila de espera por transferências, a angústia da população”, finalizou o vereador.
Demais indicações
Além do requerimento pela manutenção de UTIs, Diogo Castilho apresentou ainda indicações para serviços de manutenção e limpeza na Praça Altino Antunes do Nascimento, no distrito de Itahum e no Parque Arnulpho Fioravanti, na Vila Sulmat.Houve indicação também para manutenção e contratação de agentes de saúde e vigilante para a unidade de ESF (Estratégia de Saúde da Família) do distrito de Itahum.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here